Publicado por: Fabrício Franco | abril 8, 2008

A Moda Agora é Empobrecer

Eu estava pesquisando sobre o curso superior que eu pretendo fazer quando passar no vestibular. No site da UFRGS mostra todas as cadeiras da faculdade de Jornalismo, e sem dúvida eu fiquei ainda mais empolgado com o curso. Havia cadeiras sobre redação jornalística, fundamentos da televisão, rádio, lingüística e comunicação, etc… Isso me fez ter mais certeza que é o que eu realmente quero.

Ainda pesquisando sobre a minha futura graduação, encontrei um material que continha todos os cursos e suas respectivas funções, mercado de trabalho e inclusive média salarial. Achei ótimo o site e não pude deixar de ver sobre o meu curso. Quando abri a página li algumas coisas que já sabia, mas o que mais me deixou pensativo foi a média salarial de um repórter. O mercado de trabalho está em excesso nas capitais, enquanto no interior ainda há uma falta de profissionais na área, mas de qualquer forma seus respectivos pisos salariais são: R$ 1,174mil na capital e R$ 955 no interior.

Cada vez mais a inflação sobe junto com o preço dos produtos e cada vez menos há um reajuste salarial. Um pai de família com um salário base de 1,174mil reais provavelmente não conseguirá fazer o sustento mensal. Além de não conseguir sustentar a família, se receber um reajuste um pouco mais que 5% já será obrigado a fazer a declaração de Imposto de Renda, isto é, será cobrado uma alíquota de 15% sobre o salário mensal que vai diretamente ao governo. Fora empréstimos de banco que são descontados diretamente da folha.

Quando se é menor, pensamos que mil reais é muito dinheiro, mas depois que passamos dos dezoito percebemos que esse muito dinheiro na verdade não é quase nada. Uma pessoa sozinha mal consegue se sustentar com esse dinheiro, com uma família então… Quem não tem casa própria tem ainda a taxa de aluguel que é mais um desconto do salário líquido no final do mês, fora as despesas caseiras. Os que tem casa própria precisam pagar as prestações da casa, caso ela não esteja quitada, e ainda luz, água, telefone, e ainda o básico como comida mensal.

Cada vez mais eu fico convencido que estamos propícios a virar mendigos. Com um salário médio de mil reais já temos dificuldades de sobreviver, o que será dos verdadeiros mendigos e pobres? A sociedade nunca vai mudar, uns com tanto e outros com tão pouco que fico me perguntando como eles conseguem viver. Hoje ou daqui à cem anos vai ser sempre a mesma coisa, sobe cada vez mais os preços e cai ainda mais o nosso dinheiro.

Anúncios

Responses

  1. Cara, isso me dá medo.
    Eu sempre disse pra minha mãe que ia sair de casa aos dezesseis anos.
    tô com 15 e meu aniversário é em Junho.
    e ainda estou bem acomodada na minha casinha.

    Em todo o caso, se formos pensar no lado de que metade do dinheiro das pessoas vai pra coisas superficiais, com 1000 reais o cara consegue viver.
    Claro que sem home theaters, guitarras fender, trocando os eletrodomésticos a cada novidade do mercado e afins.

    Mas também me pergunto qual é a mágica que a minha mãe faz pra pagar todas as contas e até alguns luxos no fim do mês.

  2. É exatamente por esse e por vários outros motivos que existe um índice gigante de sonegação de impostos.
    A idéia que temos de dinheiro é extremamente distorcida, e a cada ano que ficamos mais velhos percebemos o quão mais significa, e o quanto menos vale a nossa moeda – não vou entrar em méritos de moedas, inflação, etc, até porque eu nem entendo muito disso.
    É ridículo planejarmos a nossa vida aos doze anos e sustentarmos essa vontade, sinceramente, enquanto amadurecemos e percebemos o que há realmente à nossa volta.
    Por essas razões que muitas pessoas continuam no abrigo dos pais até vinte, às vezes quase trinta anos – porque depois de sair na chuva, daí é pra se molhar.

  3. A título de observação, teu blog anda bastante útil e freqüentado ;)
    Parabéns.

  4. aposto um negrinho que você não sabe o que é alíquota :x asidjop
    te adoro :@

  5. É triste mas é verdade

  6. Pooooor issoooo eu fui embora.

    Compreende?

    Eu aqui de garçonete ganho bem mais do que alguém formado trabalhando pra uma grande empresa no Brasil… E aqui ainda se ganha bem e tudo é mais acessível…

    É.. cansei de esperar o país melhorar…

  7. Pois é, isso é o que mais desanima quando tu pensa no curso que tu quer fazer no vestibular.
    Ainda hoje abri o jornal, e tinha uma reportagem de uma folha inteira falando de odonto… e descobri que tem muito dentista, MUITO. Mas tem uma coisa que a gente tem que levar em conta…
    Tem “profissionais” e profissionais de verdade né ^^

    x*

  8. ser pobre é o que há, olhe para mim

  9. cara…concordo plenamente… e axo q todos iremos virar mendigos msm \o\ e é legal ser mendigo, afinal já sou um xD
    e cara, vc manda bem em textos e coisa e tal o.o
    =*

  10. Por outro lado, um engenheiro em inicio de carreira não ganha menos do que 2 mil.

    E eu falei início. Em pouco tempo o sujeito passa a ganhar mais.

  11. meus parabens pelos texto desenvolvidos, desconhecia esta veia de escritor.
    estou orgulhoso de ti.
    quero que continue assim, seráa um grande jornalista. beijos.
    pai


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: